Arquivo da tag: flora

jurema

Mimosa hostilis Mart.  (pudica, ophthalmocentra etc), Workspace – Collaborative Research Project

As juremas, prediletas dos caboclos — o seu haxixe capitoso, fornecendo-lhes, grátis, inestimável beberagem, que os revigora depois das caminhadas longas, extinguindo-lhes as fadigas em momentos, feito um filtro mágico — derramam-se em sebes, impenetráveis tranqueiras disfarçadas em folhas diminutas; refrondam os marizeiros raros — misteriosas árvores que pressagiam a volta das chuvas e das épocas aneladas do verde e o termo da magrém — quando, em pleno flagelar da seca, lhes porejam na casca ressequida dos troncos algumas gotas d’água…

— Euclides da Cunha, Os Sertões, A Terra, IV

juazeiro

juzeiro (Ziziphus joazeiro Mart.), também conhecido por joá, laranjeira-de-vaqueiro, juá-fruta, juá e juá-espinho. Foto: Tocandira

Têm o mesmo caráter os juazeiros, que raro perdem as folhas de um verde intenso, adrede modeladas às reações vigorosas da luz. Sucedem-se meses e anos ardentes. Empobrece-se inteiramente o solo aspérrimo. Mas, nessas quadras cruéis, em que as soalheiras se agravam, às vezes, com os incêndios espontaneamente acesos pelas ventanias atritanto rijamente os galhos secos e estonados — sobre o depauperamento geral da vida, em roda, eles agitam as ramagens virentes, alheios às estações, floridos sempre, salpitando o deserto com as flores cor de ouro, álacres, esbatidas no pardo dos restolhos — à maneira de oásis verdejantes e festivos (…).
Caracterizam a flora caprichosa da plenitude do estio.

— Euclides da Cunha, Os Sertões, A Terra, IV

seca

Detalhe de terra seca no deserto de Sonora, México. Foto: Tomas Castelazo

[Acabar com a seca do Nordeste Brasileiro]

Não há mais elevada missão à nossa engenharia. Somente ela, ao cabo de uma longa tarefa (que irá das cartas topográficas, e hipsométricas, aos dados sobre a natureza do solo, às observações meteorológicas sistemáticas e aos conhecimentos relativos à resistência e desenvolvimento da flora), poderá delinear o plano estratégico desta campanha formidável contra o deserto.

— Euclides da Cunha, Contrastes e confrontos, Plano de uma Cruzada